SOU EVANGÉLICO, SOU FELIZ, UMA ANÁLISE DAS PRINCIPAIS QUESTÕES DA VIDA EVANGÉLICA

Por apenas: R$ 19,99 com FRETE GRÁTIS PARA TODO O BRASIL

UM LIVRO PARA ABENÇOAR A SUA VIDA.

Veja alguns capítulos que você vai encontrar neste livro.
– Ser evangélico
- Posso ser evangélico sem frequentar a igreja?
– Qual é a roupa de um evangélico?
– Como se comportar no culto evangélico
– O perigo dos cargos
– Como entender os desentendimentos dentro da igreja?
– Seu relacionamento com os demais membros
– Quanto, em dinheiro, entregarei na igreja?
– Quando o sofrimento bate à porta de um evangélico
– Entendendo por que nem todos são curados
– Evangélicos divorciados
– Ouvindo músicas não evangélicas
– Bebida alcoólica no copo de um crente?
– Nem todos falam línguas estranhas?!
– Evangélicos certos de vidas erradas
– Igreja pequena ou igreja grande?
– Excluindo membros - um mal necessário?
– Amigos e relacionamentos apenas com evangélicos?
– O que nos une é maior do que o que nos separa
– O evangélico e a morte – O que importa é ser salvo, ser você e ser feliz dentre outros capítulos.
Comprando este livro você estará abençoando e sendo abençoado. Há algo especial de Deus nele para você.
Um livro que fala de fé e de esperança.

Peça já o seu exemplar!

À VENDA NOS SEGUINTES LOCAIS:


* LIVRARIA DA IGREJA DE NOVA VIDA DE DUQUE DE CAXIAS.
Av. Presidente Tancredo Neves, 687 – Vila Itamaraty(Itatiaia) – D. de Caxias Tel./fax: (21) 3658-3200 E-mail: igreja@novavidacaxias.com.br


* Livrarias Celebrai do Shopping Center de Caxias. Rua Mariano Sendra dos Santos, SN - Duque de Caxias - RJ Quadra 4 - Loja 10 | Cel.: (21) 9346-7347 - Tel.:(21) 2671-6073

* LIVRARIA ITATIAIA NO UNIGRANRIO SHOPPING CAXIAS.
Rua Prof. José de Souza Herdy 1216. 25 de Agosto - Duque de Caxias. Tel. (21) 2671-2808


* EDITORA CONSELHO. Av. Eunice Gondin, 160, sala 206, Recreio dos Bandeirantes, RJ Tel. 3326-3844


COMPRE AGORA E RECEBA O LIVRO EM SUA CASA COM A SEGURANÇA DO pagseguro

Por apenas: R$ 19,99

Frete GRÁTIS para todo o Brasil

Através do pagSeguro você compra parcelado através dos principais cartões de crédito.
Compre também por telefone:(21) 99697-4191 e peça seu exemplar. Você vai recebê-lo na comodidade da sua casa, com total segurança e a credibilidade dos correios. Você pode comprar também por depósito bancário: Deposite o valor de R$ 19,99 na seguinte conta: Banco Santander: Agência: 4618 Conta Corrente: 01001027-8 Envie-nos e-mail constando a a data e a hora o depósito, seguido de seu endereço completo, com CEP e telefone para contato.

Você receberá em sua casa o livro SOU EVANGÉLICO, SOU FELIZ. Uma análise das principais questões da vida evangélica.

Você vai entender muito do que acorre dentro de uma igreja evangélica no Brasil. Vai ter a fé despertada, o amor a Cristo, à igreja e a você mesmo racionalizados e fortalecidos de forma simples mas, direta.

Não perca mais tempo! Investir em conhecimento é investir em você. Peça agora e seja muito abençoado pelo que vai ler e aprender.
UM LIVRO QUE TRATA DE FORMA PRÁTICA QUESTÕES VIVIDAS DENTRO DA IGREJA EVANGÉLICA.

domingo, 9 de novembro de 2008

Patrocinamos o ilegal.

(Foto de nosso sofá, começando a ser fabricado)

Em uma recente obra de ampliação de uma varanda em minha casa, necessitamos, como em toda obra, de madeira.

Pesquisamos pelo melhor preço e encontramos uma grande empresa que trabalha com madeiras a um preço bem mais em conta do que a média do mercado.

Pode-se ver que, no gigantesco galpão, a venda é constante e diversos clientes entram e saem comprando grandes quantidades de madeira diariamente.

Fiquei imaginando vários galpões como estes em toda a cidade de Duque de Caxias, em todo o estado do Rio de Janeiro, em todo o país. A quantidade de madeira adquirida diariamente pelos consumidores finais é assustadora. Pessoas comuns, grandes empreiteiras de obras, indústrias de móveis, etc. São toneladas e mais toneladas de madeira comercializada no país todos os dias.

Minha reflexão se dá pelo fato de, freqüentemente, assistirmos na TV sobre o trabalho da polícia e do IBAMA no combate ao desmatamento da Amazônia, e nos indignamos e ficamos perplexos como madeireiros que atuam no Norte do Brasil, destoem a floresta, sem qualquer sentimento ou remorso visando apenas o alto lucro, momentâneo, produzido com a venda da madeira.

Mas reflito que o comércio ilegal de madeira é alimentado pelas grandes metrópoles, é alimentado exatamente por cada um de nós.

Fazemos belos discursos sobre a preservação de nossas florestas, mas quando precisamos de madeira, compramos. Apenas compramos. Não nos preocupamos com o fato de que a madeira que compramos para nossas obras, assim como a madeira usada em nossos móveis vieram também de inúmeras árvores, que possivelmente foram derrubadas ilegalmente.

Acredito que esse tipo de reflexão e debate devem ser levados cada vez mais sério em nosso dia a dia. A ponto de que seja tamanha a preocupação de todos que acabe sendo uma força impulsionadora de criação de políticas públicas que encontre uma solução séria, definitiva e viável para que possamos utilizar da madeira com a consciência tranqüila de que já evoluímos ao ponto de termos um desenvolvimento, de fato, sustentável. Ao ponto de termos a tranqüilidade de que a madeira que adquirimos em galpões, bem próximos de nossas casas, não é madeira ilegal, mas uma madeira fruto de manejo financiado, controlado e homologado pelos respectivos órgãos competentes.

Os verdadeiros financiadores da destruição da Amazônia somos nós. Isso é fato. As madeireiras estão lá derrubando árvores com risco de extinção, por causa do nosso consumo. Porém não somos culpados. Somos, na verdade, vítimas de nossa própria iresponsabilidade, como seres humanos, em nos preocuparmos apenas conosco e no momento, não importando com o futuro, e nem com quem neste futuro estará.

Mas, se estamos em evolução, como seres inteligentes, precisamos acordar, como cidadãos, como governo, como habitantes da Terra que é preciso que todos se conscientizem e pensem soluções para este problema que nós mesmos causamos e que é de cada um de nós. Grandes idéias e soluções para o problema do desmatamento podem estar escondidos em qualquer cidadão no meio da multidão.

Espalharmos estas reflexões pode ser o começo de descobrimos as grandes idéias. E que elas venham enquanto há tempo.

Gilberto Horácio

Nenhum comentário: