SOU EVANGÉLICO, SOU FELIZ, UMA ANÁLISE DAS PRINCIPAIS QUESTÕES DA VIDA EVANGÉLICA

Por apenas: R$ 19,99 com FRETE GRÁTIS PARA TODO O BRASIL

UM LIVRO PARA ABENÇOAR A SUA VIDA.

Veja alguns capítulos que você vai encontrar neste livro.
– Ser evangélico
- Posso ser evangélico sem frequentar a igreja?
– Qual é a roupa de um evangélico?
– Como se comportar no culto evangélico
– O perigo dos cargos
– Como entender os desentendimentos dentro da igreja?
– Seu relacionamento com os demais membros
– Quanto, em dinheiro, entregarei na igreja?
– Quando o sofrimento bate à porta de um evangélico
– Entendendo por que nem todos são curados
– Evangélicos divorciados
– Ouvindo músicas não evangélicas
– Bebida alcoólica no copo de um crente?
– Nem todos falam línguas estranhas?!
– Evangélicos certos de vidas erradas
– Igreja pequena ou igreja grande?
– Excluindo membros - um mal necessário?
– Amigos e relacionamentos apenas com evangélicos?
– O que nos une é maior do que o que nos separa
– O evangélico e a morte – O que importa é ser salvo, ser você e ser feliz dentre outros capítulos.
Comprando este livro você estará abençoando e sendo abençoado. Há algo especial de Deus nele para você.
Um livro que fala de fé e de esperança.

Peça já o seu exemplar!

À VENDA NOS SEGUINTES LOCAIS:


* LIVRARIA DA IGREJA DE NOVA VIDA DE DUQUE DE CAXIAS.
Av. Presidente Tancredo Neves, 687 – Vila Itamaraty(Itatiaia) – D. de Caxias Tel./fax: (21) 3658-3200 E-mail: igreja@novavidacaxias.com.br


* Livrarias Celebrai do Shopping Center de Caxias. Rua Mariano Sendra dos Santos, SN - Duque de Caxias - RJ Quadra 4 - Loja 10 | Cel.: (21) 9346-7347 - Tel.:(21) 2671-6073

* LIVRARIA ITATIAIA NO UNIGRANRIO SHOPPING CAXIAS.
Rua Prof. José de Souza Herdy 1216. 25 de Agosto - Duque de Caxias. Tel. (21) 2671-2808


* EDITORA CONSELHO. Av. Eunice Gondin, 160, sala 206, Recreio dos Bandeirantes, RJ Tel. 3326-3844


COMPRE AGORA E RECEBA O LIVRO EM SUA CASA COM A SEGURANÇA DO pagseguro

Por apenas: R$ 19,99

Frete GRÁTIS para todo o Brasil

Através do pagSeguro você compra parcelado através dos principais cartões de crédito.
Compre também por telefone:(21) 99697-4191 e peça seu exemplar. Você vai recebê-lo na comodidade da sua casa, com total segurança e a credibilidade dos correios. Você pode comprar também por depósito bancário: Deposite o valor de R$ 19,99 na seguinte conta: Banco Santander: Agência: 4618 Conta Corrente: 01001027-8 Envie-nos e-mail constando a a data e a hora o depósito, seguido de seu endereço completo, com CEP e telefone para contato.

Você receberá em sua casa o livro SOU EVANGÉLICO, SOU FELIZ. Uma análise das principais questões da vida evangélica.

Você vai entender muito do que acorre dentro de uma igreja evangélica no Brasil. Vai ter a fé despertada, o amor a Cristo, à igreja e a você mesmo racionalizados e fortalecidos de forma simples mas, direta.

Não perca mais tempo! Investir em conhecimento é investir em você. Peça agora e seja muito abençoado pelo que vai ler e aprender.
UM LIVRO QUE TRATA DE FORMA PRÁTICA QUESTÕES VIVIDAS DENTRO DA IGREJA EVANGÉLICA.

domingo, 28 de novembro de 2010

Apesar das adversidades, seremos vencedores.

Mesmo nas adversidades, o Senhor está cuidando de nós. Vemos isso no exemplo de Ana, escrito no Livro de Samuel capítulo 1. Ana, casada com um homem chamado Elcana, tinha uma opositora chamada Penina, também mulher de Elcana (naquela época, naquele povo, os homens se casavam com mais de uma mulher). Penina tinha filhos enquanto Ana era estéril. Penina causava muitos sofrimentos a Ana, a irritando e zombando dela por ser estéril.

Entretanto, Ana não desistiu de seu sonho, não desistiu do sonho de ter um filho, chorou angustiosamente no Templo do Senhor, na Casa de Deus, até que o Senhor Deus ouviu suas orações e súplicas e ela engravidou. Deus tirou assim a vergonha que sentia por ser estéril. Apesar das adversidades, o Senhor está conosco, assim como esteve com Ana. Com um coração grato, ela entregou seu filho Samuel para servir no templo todos os dias de sua vida, como gratidão ao Senhor por ter ouvido suas súplicas.

Para vencermos também as adversidades que se colocam diante de nós é preciso que sejamos obedientes. É preciso que sejamos crentes. Ana não desistiu de acompanhar o marido, de ano em ano, quando subiam à Casa do Senhor em Silo para adorá-lo. E lá ela obteve resposta aos seus sonhos.

É preciso ser forte, resistir aos ataques do mal. A tribulação é um treinamento através do qual Deus aperfeiçoa o caráter do crente, fortalecendo sua fé. Ana foi mulher de oração, diante das circunstâncias, ela não esmoreceu a sua fé. Para vencermos as adversidades precisamos ter uma vida de oração.

Ana, foi uma mulher mansa, embora a outra a afligia, não lemos que Ana era mulher briguenta, pelo contrário, ela chorava. Precisamos ser mansos para vencermos os ataques que tentam nos tirar da graça diariamente. Ana foi perseverante, lutou pelo seu ideal, em oração. Ela glorificou a Deus orando e cantando. É preciso ser grato ao alcançar conquistas.

Antes, durante e depois de conquistarmos as vitórias temos que oferecer o melhor que temos a Deus. Ana ofereceu o melhor que ela tinha para Deus, seu próprio filho. O mundo pode tentar nos rotular estéril, mas seremos geradores de sonhos. Ana estava permitindo que Penina mudasse seus hábitos; não festejava mais. não sentava amis à mesa com a família. Se não mudarmos a situação, a situação nos mudará. A vida é como andar de bicicleta. Para manter seu equilíbrio você deve continuar em movimento.

No cego que foi curado por Jesus, vejo nossas vidas. O manto da indigência não tem a ultima palavra, a margem não foi o lugar preparado para mim. As vozes querendo me calar não foram capazes de silenciar minha sede de felicidade. Paulo e Silas cantaram e os alicerces do cárcere se moveram.

Até que o sol brilhe, acendamos uma vela na escuridão. O rio atinge seus objetivos porque aprendeu a contornar obstáculos. “Se Deus é por nós, quem será contra nós?”

2 Cor 1:3-4 "Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação; 4 Que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus."

“Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?”(Rm 8.35).

Rm 12.12 "Sedes Pacientes na tribulação, alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;" Deus é quem fecha a porta porque Ele é quem vai abrir a porta. Fere para Ele sarar a ferida.

Vale a pena confiar. Vale a pena esperar. Apesar das adversidades, sempre seremos vencedores. Só depende de você.

Gilberto Horácio

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Vendo o invisível.

“Pela fé Moisés, sendo já grande, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, Escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado; Tendo por maiores riquezas o vitupério de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa. Pela fé deixou o Egito, não temendo a ira do rei; porque ficou firme, como vendo o invisível.” Hebreus 11:24-27

Quando estou em um ambiente aberto, especialmente um lugar bem alto como uma colina, ou até mesmo na cobertura de uma casa, sinto o vendo no rosto, mas não o vejo. Fecho os olhos e sinto o toque do vento em meu rosto. Não o vejo mas ajo como se estivesse vendo o invisível; sei que o vento é real. Ele está ali. Assim também é a fé. Não vemos a fé, mas ela está em mim. Ela é capaz de nos transportar para um estágio de superação e supremacia sobre as dificuldades.

O próprio Deus não é visível. Ele é real, pois desenvolvemos sentimentos por Ele e Ele demonstra os mesmos sentimentos por nós, explicitados no Amor, no cuidado diário. Agimos com Ele como se estivéssemos vendo o invisível. Conversamos com o Todo Poderoso, somos ouvidos por Ele; ouvimos sua voz. “Que voz?”, talvez você possa perguntar. Isso é entendido somente por quem já conseguiu agir como vendo o invisível. Aqueles que agem como vendo o invisível na verdade possuem algo bem em vista: uma recompensa. Moisés tinha em vista uma recompensa(v.26). A maior recompensa que um humano pode receber é o céu. Não há nada maior e que se assemelhe em valor.

Todos os seres humanos possuem uma natural satisfação no ato do ser presenteado. E ter a certeza que receberemos uma recompensa da parte daquele que é o Dono da Vida, o próprio Deus nos faz ter a certeza de que o invisível não precisa ser visto, para ser alcançado. Você pode fechar os olhos agora e ter tudo o que quiser, mesmo que não seja visível agora, mas já se tornou real. E o que é real, já faz parte de sua vida.

Gilberto Horácio

domingo, 14 de novembro de 2010

O alvo é você quem mira.

Cada um de nós tem sonhos e projetos. Você está focado neles? O que espera ser no próximo ano? Onde e com quem espera viver? Provérbios 16 diz que o coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa vem dos lábios do Senhor. Planos e sonhos devem fazer parte de nossas vidas mesmo que tenhamos cem anos de idade, porque mais vale um dia com o olhar no futuro do que uma vida presa ao passado, e, o que já passou, já foi, não será mais.

Nós precisamos sonhar, buscar a concretização dos sonhos e crer que tudo será alcançado. Se jogarmos uma semente no chão, ela pode ser levada pelo vento, pela chuva, por algum pássaro. Mas se ali ficar por muito tempo, ela criará raízes, e quanto mais o tempo passar suas raízes serão mais profundas, não poderá mais se movimentar ou sonhar com novos lugares, dependerá da chuva ou e alguém que a regue.

O nosso olhar deve estar no futuro. Podemos lembrar-nos do passado, para aprendermos com ele, mas o nosso foco deve ser o porvir. Quando alguém mira em um alvo, concentra-se e fixa nele o olhar e esse é o segredo: o alvo é você quem mira. E se é você quem mira, concentre-se realmente no que quer atingir.

O principal alvo de um cristão é o céu, onde não haverá morte, nem dor, nem pranto, nem trevas, mas enquanto cidadão deste mundo nosso alvo deve mirado com a precisão de quem sabe o que quer.

Será que não é hora de mudar de igreja, ou voltar para sua antiga igreja dos melhores momentos de sua vida? Será que não é hora de mudar de emprego, cidade, endereço? Será que não é o momento de traçar os planos de seu casamento, de seu ministério? Uma coisa é certa: o alvo é você quem mira. Se mirar errado via perder o alvo. Mas se mirar com exatidão, calma e convicção que acertará, suas raízes se tornarão em asas.

Gilberto Horacio

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Quando não temos ninguém por nós.


Quando não temos ninguém por nós, ninguém que nos ouça, ninguém que nos abrace, ninguém que nos apóie, somos chamados por uma doce voz que nos diz: “o que queres que eu te faça?” Esta voz é a voz de Jesus. Ele fez isso em Jerusalém quando curou um homem que há trinta e oito anos estava enfermo, esquecido e sozinho. Talvez seja exatamente assim que você ou alguém que você conheça esteja se sentindo: doente, esquecido e sozinho. Talvez você já tenha se sentido assim um dia, ou ainda talvez possa se sentir desta maneira em algum momento de sua vida no futuro.

Mas aprendi algo especial para minha vida. Nunca estarei só, esquecido ou doente para sempre. Se em algum momento assim me sentir, por certo, sei em quem tenho crido e sei que Ele é poderoso, e em um dado momento ouvirei sua doce voz, ainda que não “audível”, como já ouvi inúmeras vezes dizendo: “filho meu, estou aqui, descansa em meu amor, confia em mim, o que queres que eu te faça?”

Esta cura foi registrada na Bíblia, no livro de João, capítulo 5. Acreditava-se que uma vez por ano um anjo agitava as águas do tanque de Betesda em Jerusalém, e o primeiro que ali entrasse ficava curado de sua doença.

Este homem disse a Jesus : “ Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim”.

Havia muitos doentes naquele lugar, mas somente este foi curado. Os outros provavelmente tinham alguém por eles; este enfermo não tinha ninguém. Mas, Jesus é aquele que contempla o sofrimento humano, porque Ele, humano também se fez. Ele sabe o que sentimos quando nos sentimos sós. Ele sabe o que é se sentir sozinho, quando se sentiu só, na cruz, ao ponto de dizer: “Deus meu porque me desamparaste?”

E é exatamente nesta hora, de aparente solidão, injustiça e desalento que Ele mostra que nos vê. Não importa onde estivermos, Ele sempre nos vê e nos envolve através do mistério do Espírito Santo que sopra ao nosso redor sua voz e sua presença inconfundível.

Portanto, se você estiver às portas de Jerusalém, se você estiver onde os anjos costumam operar (ainda que demore a água ser agitada), saiba que é exatamente aí que Jesus vai mostrar a você, que mesmo que tudo pareça no fim, é apenas um novo tempo de cura, alegria e paz. Nunca perca a esperança de ser alcançado pela voz do mestre, a voz de Jesus. Pode ser agora. Os últimos, na verdade são: primeiros.

Gilberto Horácio

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Quem é sua referência?

Os seres humanos são fortemente influenciáveis. Ao vermos as pessoas praticarem, diversas vezes, determinado comportamento, é possível que o desenvolvamos também. E, em virtude desta realidade buscamos referências para nossas condutas e comportamentos. Os roqueiros, por exemplo, ao apreciarem este estilo musical, com o passar do tempo, começam a vestirem-se, falarem e se comportarem de uma maneira geral como seus ídolos do rock. Assim também como em todas as áreas da vida. Atribui-se, inclusive, aos filmes de Hollywood a uma grande disseminação do fumo a nível mundial, onde sempre se apresentava, no passado, galãs fumando nas cenas de filmes, como algo apreciável e elegante.

Especialistas em educação e comportamento conferem aos pais a grande e mais importante responsabilidade quanto à tarefa de serem referência para os filhos. Segundo eles, os filhos sempre copiarão as atitudes e comportamentos dos pais, e, se este comportamento não for bom e louvável, estas crianças terão suas referências corrompidas. Nesta ausência de referências, buscarão em outras pessoas estes parâmetros a se moldarem. O grande risco está em estas crianças se basearem em pessoas de mau caráter como referência.

Temos na Bíblia a história do Rei Josias, que reinou em Jerusalém, no período de 640 a 609 a.c. (2 Rs. 22). Seu pai foi um péssimo exemplo, pois viveu longe de Deus, assim como seu avô. Quando o pai de Josias morreu assassinado, ele era ainda uma criança, com oito anos começou a reinar em Jerusalém e reinou 31 anos. Ele fez o que era reto aos olhos de Deus, ao encontrar o livro da lei, que continha a Palavra de Deus escrita, que sempre é viva e produz o arrependimento que nos leva a Deus.

O interessante, nesta história é perceber que Josias não tinha mais seu pai, já falecido, que foi um homem mau aos olhos de Deus, e mesmo assim Josias escolheu o caminho da justiça, da verdade e da retidão. Entendo que isto está no fato dele ter escolhido colocar seus olhos em Deus como toda a fonte de vida e de referência para sua existência.

Não importou que seus antepassados tenham sido homens maus, Josias preferiu não olhar para eles mas olhar unicamente para o Senhor Deus de Israel. E ele tomou a decisão mais acertada que um homem pode ter. O caráter de Deus é perfeito, digno de toda a referência e aceitação e este caráter foi manifesto a nós por meio de Jesus Cristo, o próprio Deus se manifestando em carne. Assim também entendeu o apóstolo Paulo quando disse: “sede meus imitadores, como eu o sou de Cristo” (I Coríntios 11 : 1).

E nós, queridos e queridas de Deus, onde estamos colocando nossas referências? Em pastores, bispos, apóstolos, padres, diáconos, cantores, políticos, artistas...? Que nossa referência seja a mesma escolhida pelo rei Josias: o próprio Deus, e Ele por meio de Jesus. Quando percebermos, de forma natural, seremos com Eles semelhantes.

Gilberto Horacio