SOU EVANGÉLICO, SOU FELIZ, UMA ANÁLISE DAS PRINCIPAIS QUESTÕES DA VIDA EVANGÉLICA

Por apenas: R$ 19,99 com FRETE GRÁTIS PARA TODO O BRASIL

UM LIVRO PARA ABENÇOAR A SUA VIDA.

Veja alguns capítulos que você vai encontrar neste livro.
– Ser evangélico
- Posso ser evangélico sem frequentar a igreja?
– Qual é a roupa de um evangélico?
– Como se comportar no culto evangélico
– O perigo dos cargos
– Como entender os desentendimentos dentro da igreja?
– Seu relacionamento com os demais membros
– Quanto, em dinheiro, entregarei na igreja?
– Quando o sofrimento bate à porta de um evangélico
– Entendendo por que nem todos são curados
– Evangélicos divorciados
– Ouvindo músicas não evangélicas
– Bebida alcoólica no copo de um crente?
– Nem todos falam línguas estranhas?!
– Evangélicos certos de vidas erradas
– Igreja pequena ou igreja grande?
– Excluindo membros - um mal necessário?
– Amigos e relacionamentos apenas com evangélicos?
– O que nos une é maior do que o que nos separa
– O evangélico e a morte – O que importa é ser salvo, ser você e ser feliz dentre outros capítulos.
Comprando este livro você estará abençoando e sendo abençoado. Há algo especial de Deus nele para você.
Um livro que fala de fé e de esperança.

Peça já o seu exemplar!

À VENDA NOS SEGUINTES LOCAIS:


* LIVRARIA DA IGREJA DE NOVA VIDA DE DUQUE DE CAXIAS.
Av. Presidente Tancredo Neves, 687 – Vila Itamaraty(Itatiaia) – D. de Caxias Tel./fax: (21) 3658-3200 E-mail: igreja@novavidacaxias.com.br


* Livrarias Celebrai do Shopping Center de Caxias. Rua Mariano Sendra dos Santos, SN - Duque de Caxias - RJ Quadra 4 - Loja 10 | Cel.: (21) 9346-7347 - Tel.:(21) 2671-6073

* LIVRARIA ITATIAIA NO UNIGRANRIO SHOPPING CAXIAS.
Rua Prof. José de Souza Herdy 1216. 25 de Agosto - Duque de Caxias. Tel. (21) 2671-2808


* EDITORA CONSELHO. Av. Eunice Gondin, 160, sala 206, Recreio dos Bandeirantes, RJ Tel. 3326-3844


COMPRE AGORA E RECEBA O LIVRO EM SUA CASA COM A SEGURANÇA DO pagseguro

Por apenas: R$ 19,99

Frete GRÁTIS para todo o Brasil

Através do pagSeguro você compra parcelado através dos principais cartões de crédito.
Compre também por telefone:(21) 99697-4191 e peça seu exemplar. Você vai recebê-lo na comodidade da sua casa, com total segurança e a credibilidade dos correios. Você pode comprar também por depósito bancário: Deposite o valor de R$ 19,99 na seguinte conta: Banco Santander: Agência: 4618 Conta Corrente: 01001027-8 Envie-nos e-mail constando a a data e a hora o depósito, seguido de seu endereço completo, com CEP e telefone para contato.

Você receberá em sua casa o livro SOU EVANGÉLICO, SOU FELIZ. Uma análise das principais questões da vida evangélica.

Você vai entender muito do que acorre dentro de uma igreja evangélica no Brasil. Vai ter a fé despertada, o amor a Cristo, à igreja e a você mesmo racionalizados e fortalecidos de forma simples mas, direta.

Não perca mais tempo! Investir em conhecimento é investir em você. Peça agora e seja muito abençoado pelo que vai ler e aprender.
UM LIVRO QUE TRATA DE FORMA PRÁTICA QUESTÕES VIVIDAS DENTRO DA IGREJA EVANGÉLICA.

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Deus vai encher as suas vasilhas.

A mulher na sociedade israelita quando viúva estava desprovida de qualquer assistência. Não havia ninguém que lutasse por ela. Havia uma mulher que ficara viúva, com dois filhos e ainda seu marido deixara para ela, muitas dívidas. Esta história é contada no livro de II Reis cap. 4. Esta mulher que sofria com a morte de seu marido agora corria o risco de ficar sem os seus filhos que poderiam se tornar escravos para que as dívidas da família fossem pagas. Ela vivia um momento difícil, um momento de perdas e só de declínio.

O interessante desta história é que em meio ao desespero e a crise Ela decidiu lutar. Esta mulher entendeu que vivia uma situação difícil e para situações difíceis apenas o Deus de Israel, que é socorro bem presente na angústia poderia ajudar. Deus prova a nossa fé e nos faz participantes do milagre. Ao ser orientada pelo profeta a buscar vasilhas vazias nas casas dos vizinhos emprestadas, mesmo sem saber para que isto seria, ela foi e obedeceu. E o milagre aconteceu. Na medida em que ela pegou a única botija de azeite que tinha em casa, sim, isso era tudo o que ela possuía, e começou a encher as outras vasilhas vazias conforme a palavra do homem de Deus, ela se tornou participante do milagre. Deus, mesmo em meio às nossas crises, nos diz: se disponha de muitas vasilhas vazias, por quando o milagre acontecer, todos verão que foi o Senhor quem fez.

Talvez você esteja passando um momento de perdas, de morte, de angústia e de sofrimento. Eu quero lhe dizer algo: acredite que se você buscar em Deus o socorro, o auxílio e o escape, você não apenas será liberto, mas ser tornará o próprio agente do milagre de Deus. Você é o agente dos milagres de Jesus. Sempre haverá um escape, sempre haverá uma saída, quando tudo for entregue nas mãos de Deus. Ainda que a árvore seja cortada e no chão envelheça a sua raiz, ao cheiro das águas, ela ainda brotará, seus ramos se renovarão e viverá.

Deus providenciará o sustento. O azeite do milagre de Deus na vida daquela viúva só parou quando as vasilhas estavam todas transbordando, e ela nunca mais padeceu necessidades. Quando você apresentar suas vasilhas vazias, seu coração que pode estar vazio de fé, de esperança, de alegria, ao Senhor Jesus que é o dono da vida, Ele lhe dará vida e vida em abundancia, Ele manifestará o milagre em sua vida, e nunca mais você será o mesmo. Pode o mundo e todos esquecerem de você, mas Fiel é o que prometeu que aqueles que o buscarem de todo o coração, O acharão.

E UMA mulher, das mulheres dos filhos dos profetas, clamou a Eliseu, dizendo: Meu marido, teu servo, morreu; e tu sabes que o teu servo temia ao SENHOR; e veio o credor, para levar os meus dois filhos para serem servos. E Eliseu lhe disse: Que te hei de fazer? Dize-me que é o que tens em casa. E ela disse: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite.Então disse ele: Vai, pede emprestadas, de todos os teus vizinhos, vasilhas vazias, não poucas.Então entra, e fecha a porta sobre ti, e sobre teus filhos, e deita o azeite em todas aquelas vasilhas, e põe à parte a que estiver cheia.Partiu, pois, dele, e fechou a porta sobre si e sobre seus filhos; e eles lhe traziam as vasilhas, e ela as enchia.E sucedeu que, cheias que foram as vasilhas, disse a seu filho: Traze-me ainda uma vasilha. Porém ele lhe disse: Não há mais vasilha alguma. Então o azeite parou.Então veio ela, e o fez saber ao homem de Deus; e disse ele: Vai, vende o azeite, e paga a tua dívida; e tu e teus filhos vivei do resto.” - II Reis 4

Gilberto Horácio


segunda-feira, 24 de maio de 2010

Como receber o melhor de Deus?

"E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção." (Gênesis 12 : 2)

Este versículo certamente é um dos mais conhecidos e importantes da Bíblia. Trata da promessa feita, por Deus, a Abraão de fazê-lo uma bênção. O que significa ser uma bênção? Vamos pensar: será que tenho sido uma bênção? Será que você tem sido?

Nos últimos anos criou-se uma busca desesperada pelas tão desejadas bênçãos de Deus. Muito se ouve sobre isso, de que tudo o que eu preciso posso obter de Deus, tudo o que eu escolher, tudo o que eu optar, bastando que eu Dele exija.

O objetivo de Deus para Abraão e que também o é para nós, é que sejamos uma bênção. Todos querem ser abençoados, mas nem todos querem ser uma bênção. O mais espantoso é que quando colocamos o foco apenas naquilo que queremos receber de Deus, perdemos a oportunidade de crescermos ao ponto de nos tornarmos, não apenas abençoadores, mas a própria bênção. E assim, se você for uma bênção, todos desejarão estar com você. É ou não é? Óbvio que sim. Se buscar a bênção, você será ela, e será mesmo.

É comum ouvirmos orações com uma nota só, pedir, pedir, pedir e pedir. Mas e o agradecer? E o confessar? E o Exaltar? E o interceder? Aquele que apenas busca obter é porque sempre tem falta. Aquele que busca ser uma bênção, a “falta” de bênçãos não lhe limitará. Será que preciso a todo o tempo orar pedindo uma casa de praia? Não seria melhor tornar-me uma bênção e por Deus ser reconhecido digno de recebê-la? Será que busco algo que preciso realmente, ou apenas para gastar em meus deleites pessoais? A Bíblia ensina que pedimos e NÃO recebemos, porque pedimos mal, pedimos para gastarmos em nossos deleites. (Tiago 4 : 3)

Não adianta. As coisas materiais não passam de coisas temporais e passageiras, mas o que edificamos para toda a vida é ser um instrumento abençoador.

Será que oro pelos últimos carros do ano para curtir todas as praias, para mostrar que posso comprá-los ou para servir ao Reino de Deus. Isso mesmo. O Reino de Deus não se constitui de coisas materiais, mas de vida que produz vida nos outros (ainda que se use de bens). Se você e eu queremos ser abençoados, devemos buscar ser uma bênção. Certa vez, alguém me disse questionando a atuação limitada de Deus em sua vida, questionando-se sobre “onde estará o Deus de Abraão na minha vida?”, eu lhe respondi com uma semelhante pergunta: “onde está o Abraão de Deus na sua vida?”

A bênção que deveríamos buscar, já a possuímos, assim como escreveu o apóstolo Paulo aos Efésios. Acredite: já somos abençoados e, para ser uma bênção.

"Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos ESPIRITUAIS nos lugares celestiais em Cristo;" (Efésios 1 : 3)

Sejamos bênção e provaremos o melhor de Deus.

Gilberto Horácio

domingo, 16 de maio de 2010

Veja a imagem de Deus.

"E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra." (Gênesis 1 : 26)

A Bíblia nos mostra que fomos criados por Deus à sua imagem. O dicionário define imagem como uma representação gráfica ou fotográfica de um objeto ou pessoa, e, ainda como uma mentalização de um objeto. Quando penso que sou imagem de Deus, penso que em minha limitação humana de compreensão do que está oculto em Deus, não consigo vislumbrar nada que seja fotográfico para definir esta imagem.

A definição desta nossa imagem e semelhança está relacionada com nossa capacidade de raciocínio que nos diferencia de todos os outros seres vivos. A capacidade de raciocínio faz com que sejamos criadores, à semelhança de Deus. O homem pode criar, porque foi feito semelhante a Deus. Entretanto, a verdadeira semelhança que nos faz imagem de Deus está muito além da imagem gráfica ou mentalizada de um objeto ou alguém. Esta semelhança está em nossa capacidade de amar, de perdoar, de ser misericordiosos. À medida que eu desenvolva o amor, o perdão e a misericórdia eu me torno imagem de Deus, me torno semelhante a Ele.

"Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?" (I João 4 : 20)

Não vemos a Deus fisicamente. Portanto, sua imagem impressa em nós está no amor. Se amarmos o mundo, ao olharem para cada um de nós, verão a Deus. Se não amarmos, não reconhecerão a imagem de Deus em nós. Talvez você pergunte: mas então nem todos são semelhantes a Deus? Eu respondo: nem todos. Todos são criados à imagem de Deus, mas nem todos permanecem com esta imagem e semelhança. Irmãos gêmeos univitelinos, por exemplo, nascem com a mesma imagem física, mas com o passar do tempo cada um criará seu próprio estilo que refletirá em sua aparência. Muito mais serão diferentes os corações. Desta forma entendo que precisamos buscar olhar para a imagem de Deus com sua essência de bondade, amor e misericórdia para que tenhamos verdadeiramente sua imagem e semelhança.

Eu preciso buscar a cada dia conseguir amar mais do que ontem, perdoar mais 70x7x7x70… e ser misericordioso, exatamente como quero receber misericórdia. Eu tenho que olhar para Jesus, pois Ele foi a perfeita imagem e semelhança de Deus; amou, perdoou e foi misericordioso.

"SEDE meus imitadores, como também eu de Cristo." (I Coríntios 11 : 1)

É óbvio que posso olhar para homens que seguiram este caminho e imitá-los também, mas somente se eles também imitaram a Cristo Jesus.

"Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo," (Efésios 4 : 13)

Quero que a imagem de Deus seja impressa em mim, e se você também for esta imagem de Deus, nós veremos a Deus ao nos olharmos. Amemos, perdoemos e tenhamos misericórdia. Você tem um espelho aí?

Gilberto Horácio

domingo, 9 de maio de 2010

Quando o galo cantar, você se lembrará.


Tudo o que fazemos na vida nos traz uma conseqüência, seja ela positiva ou negativa. Diante desta verdade, a decisão sobre que atitude tomar frente às escolhas da vida torna-se algo merecedor de muita reflexão. Todos possuem a capacidade de refletir, entretanto, muitos deixam de lado esta capacidade nata, para viverem guiados por suas emoções e sentimentos. Com o passar dos anos vamos aprendendo, mais e mais, dar lugar à reflexão frente às escolhas e decisões que temos que tomar, e o resultado disso é um só: passamos a ser guiados pela razão, prevalecendo sobre as emoções e sentimentos.

Todos têm uma natureza que tende a errar. Se tendemos para o erro, muito mais cuidado em cada escolha devemos ter. Graças a Deus que o perdão, ao lado do arrependimento, é o pilar do evangelho de Cristo, já que seria IMPOSSÍVEL a convivência humana, se não existisse a prática do perdoar, já que todos erramos mesmo, e muitas vezes, erramos feio.

A questão mais delicada que temos diante dos erros, como já falamos, e que DIFICILMENTE é alterada pelo perdão, é a CONSEQUENCIA. Vejamos um exemplo que sempre serve de referência para mim: Pedro, discípulo de Jesus, o negou e certamente feriu o coração de Jesus. Vejamos o texto: "Respondeu-lhe Jesus: Tu darás a tua vida por mim? Na verdade, na verdade te digo que não cantará o galo enquanto não me tiveres negado três vezes." (João 13 : 38)
“E como certa criada, vendo-o estar assentado ao fogo, pusesse os olhos nele, disse: Este também estava com ele.
Porém, ele negou-o, dizendo: Mulher, não o conheço. E, um pouco depois, vendo-o outro, disse: Tu és também deles. Mas Pedro disse: Homem, não sou. E, passada quase uma hora, um outro afirmava, dizendo: Também este verdadeiramente estava com ele, pois também é galileu. E Pedro disse: Homem, não sei o que dizes. E logo, estando ele ainda a falar, cantou o galo. E, virando-se o Senhor, olhou para Pedro, e Pedro lembrou-se da palavra do Senhor, como lhe havia dito: Antes que o galo cante hoje, me negarás três vezes. E, saindo Pedro para fora, chorou amargamente. (Mateus 22:56,62)

Certamente Pedro foi perdoado por Jesus, mas isso não significou esquecimento de seu ato. Pedro passou a conviver com o efeito maravilhoso do perdão, que ainda que não nos exima de uma absolvição, ainda que perdoados setenta vezes sete. Pedro passou a conviver, a partir do canto do galo, com a lembrança de sua fraqueza. A cada vez que o galo cantava, por toda a vida de Pedro, por toda a vida mesmo, eu tenho convicta e absoluta certeza que sua mente o levava a lembrar de seu erro, para fazê-lo não errar mais.

É exatamente assim que acontece conosco também. Podemos levar uma marca em nosso corpo ou na mente para toda a vida, como conseqüência, como uma espécie de “espinho na carne”, que nos fará lembrar de nossos erros para neles não cairmos mais. Busque a graça de Deus sobre sua vida, busquemos a própria mente de Cristo, e a reflexão sobre nossas decisões e escolhas para que a cada decisão, ainda que traga dor e sofrimento momentâneos, nos garanta a liberdade para não sofrermos toda uma vida a cada vez que o galo cantar.

Gilberto Horácio

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Você entende o valor das pessoas?

Como calcular o valor de uma pessoa? Que coisa difícil, não é? Cada pessoa tem uma história, suas respectivas experiências e um caminho que é trilhado em seus dias. Como mensurar o valor que cada uma delas representa para nós, digamos em uma espécie de ranking? Ora, essa questão será fácil quando medida sob a ótica do amor. Afinal, o amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. Quando medimos as pessoas pelo amor que liberamos e pelo amor que recebemos, elas se tornam de inestimável valor. Se não as olharmos e por elas também não sermos olhados sob a ótima, a fundamentação e a instrumentalização do amor, não as valorizaremos e tampouco seremos por elas valorizados. Em resumo: é preciso amar as pessoas para podermos valorizá-las e, de igual modo, necessitamos ser amados e consecutivamente valorizados também.

Quantas vezes perdemos pessoas na vida, pessoas que, simplesmente, ficaram pelo caminho por não as termos valorizado, e isso só aconteceu porque não as amamos como deveríamos. Quantos também nos perderam porque não nos valorizaram, e isso significa dizer que deixaram de nos amar como merecíamos. Dentro de cada jeitinho particular, de cada ser, cada um tem o seu próprio valor. Do tímido ao extravagante, do inculto ao sábio, todos de igual modo, se forem amados, terão reconhecido o seu valor. Independente de cada situação, muitos incultos já mostraram seu valor a muitos sábios, talvez, apenas por um gesto de amor que fizeram na vida. Você quer um exemplo? Sim, tem muitos incultos doando sangue nos bancos de sangue para ajudar o próximo que deles nem querem ser tão próximos assim. Sabia que aquele que não cumprimentamos de manhã na rua, ao fecharmos o portão de casa, pode estar indo fazer um hábito particular de doar sangue que através das fatalidades da vida, horas depois pode estar em nossas veias em um hospital? Isso configura no valor desta pessoa, porque ela fez um gesto de amor (mesmo não conhecendo a quem beneficiará), muito mais devemos valorizar e amar aqueles que estão ao nosso redor todos os dias, seja no trabalho, em casa, na igreja, na comunidade, ou simplesmente aquele que conduz o ônibus que eu viajo.

Veja, quando Jesus foi ao encontro de Lázaro atendendo a um pedido de sua irmã, para socorrê-lo, pois estava muito doente, Jesus simplesmente poderia não ter ido. Mas ele valorizou o momento, e amou aquela família. Quando Jesus chegou até Lázaro ele já estava até sepultado. Jesus viu Maria chorando e, os demais amigos que ali estavam também choravam. Sabe o que Jesus fez? Poderia ser só mais um que se foi, mas Jesus valorizou aquele momento e amou aquelas pessoas, Jesus chorou com eles. Isso produziu em Jesus o desejo de ressuscitar Lázaro, mostrando seu poder sobre a morte, mas também mostrando sua disposição para valorizar as pessoas e amá-las assim. (João cap 11).

Meu amigo e minha amiga, valorize cada sorriso, cada convite, cada presente, cada fotografia, cada gesto, cada abraço, cada aceno do outro lado da rua. Choremos com aqueles que choram, valorizando o momento das pessoas. Vamos também sorrir, e sorrir com aqueles que estão a sorrir, valorizando cada momento, para que, fazendo assim, possamos amar e ser amados, ser, valorizados também. E permanecerão três coisas, sim estas três sempre permanecerão: a fé, a esperança e o amor, mas a maior destas é o amor, pois ele é tudo o que devemos reconhecer, nos outros, como de mais sublime valor.

Gilberto Horácio