SOU EVANGÉLICO, SOU FELIZ, UMA ANÁLISE DAS PRINCIPAIS QUESTÕES DA VIDA EVANGÉLICA

Por apenas: R$ 19,99 com FRETE GRÁTIS PARA TODO O BRASIL

UM LIVRO PARA ABENÇOAR A SUA VIDA.

Veja alguns capítulos que você vai encontrar neste livro.
– Ser evangélico
- Posso ser evangélico sem frequentar a igreja?
– Qual é a roupa de um evangélico?
– Como se comportar no culto evangélico
– O perigo dos cargos
– Como entender os desentendimentos dentro da igreja?
– Seu relacionamento com os demais membros
– Quanto, em dinheiro, entregarei na igreja?
– Quando o sofrimento bate à porta de um evangélico
– Entendendo por que nem todos são curados
– Evangélicos divorciados
– Ouvindo músicas não evangélicas
– Bebida alcoólica no copo de um crente?
– Nem todos falam línguas estranhas?!
– Evangélicos certos de vidas erradas
– Igreja pequena ou igreja grande?
– Excluindo membros - um mal necessário?
– Amigos e relacionamentos apenas com evangélicos?
– O que nos une é maior do que o que nos separa
– O evangélico e a morte – O que importa é ser salvo, ser você e ser feliz dentre outros capítulos.
Comprando este livro você estará abençoando e sendo abençoado. Há algo especial de Deus nele para você.
Um livro que fala de fé e de esperança.

Peça já o seu exemplar!

À VENDA NOS SEGUINTES LOCAIS:


* LIVRARIA DA IGREJA DE NOVA VIDA DE DUQUE DE CAXIAS.
Av. Presidente Tancredo Neves, 687 – Vila Itamaraty(Itatiaia) – D. de Caxias Tel./fax: (21) 3658-3200 E-mail: igreja@novavidacaxias.com.br


* Livrarias Celebrai do Shopping Center de Caxias. Rua Mariano Sendra dos Santos, SN - Duque de Caxias - RJ Quadra 4 - Loja 10 | Cel.: (21) 9346-7347 - Tel.:(21) 2671-6073

* LIVRARIA ITATIAIA NO UNIGRANRIO SHOPPING CAXIAS.
Rua Prof. José de Souza Herdy 1216. 25 de Agosto - Duque de Caxias. Tel. (21) 2671-2808


* EDITORA CONSELHO. Av. Eunice Gondin, 160, sala 206, Recreio dos Bandeirantes, RJ Tel. 3326-3844


COMPRE AGORA E RECEBA O LIVRO EM SUA CASA COM A SEGURANÇA DO pagseguro

Por apenas: R$ 19,99

Frete GRÁTIS para todo o Brasil

Através do pagSeguro você compra parcelado através dos principais cartões de crédito.
Compre também por telefone:(21) 99697-4191 e peça seu exemplar. Você vai recebê-lo na comodidade da sua casa, com total segurança e a credibilidade dos correios. Você pode comprar também por depósito bancário: Deposite o valor de R$ 19,99 na seguinte conta: Banco Santander: Agência: 4618 Conta Corrente: 01001027-8 Envie-nos e-mail constando a a data e a hora o depósito, seguido de seu endereço completo, com CEP e telefone para contato.

Você receberá em sua casa o livro SOU EVANGÉLICO, SOU FELIZ. Uma análise das principais questões da vida evangélica.

Você vai entender muito do que acorre dentro de uma igreja evangélica no Brasil. Vai ter a fé despertada, o amor a Cristo, à igreja e a você mesmo racionalizados e fortalecidos de forma simples mas, direta.

Não perca mais tempo! Investir em conhecimento é investir em você. Peça agora e seja muito abençoado pelo que vai ler e aprender.
UM LIVRO QUE TRATA DE FORMA PRÁTICA QUESTÕES VIVIDAS DENTRO DA IGREJA EVANGÉLICA.

domingo, 28 de março de 2010

Você não está sozinho!

É comum passarmos por momentos de dificuldades, tristeza e desânimo. Ainda que tenhamos momentos de grande alegria e contentamento, é possível que soframos em seguida, e nossa mente simplesmente parece apagar as vitórias e conquistas recentes diante de fatos que nos fazem sofrer. Foi assim também com um homem chamado Elias que era um profeta de Deus. Após vencer quatrocentos e cinqüenta profetas do deus Baal matando-os, Elias recebeu uma ameaça de que assim como ele fez com os profetas de Baal, assim seria feito com ele. Ele temeu muito esta palavra, fugiu e se escondeu em uma caverna. Esta história pode ser lida no livro de I Reis capítulo 19. Elias se deprimiu tanto, por causa do medo, que chegou a desejar não viver mais, visto tamanho temor que sentia.

Da mesma forma que Elias, também recebemos ameaças e decepções em nosso dia a dia que nos fazem entristecer, nos dão medo e nos fazem encolher, e, neste encolhimento nos enfraquecemos e ficamos como se estivéssemos sozinhos, vendo todos recuarem diante de nós, e aparentemente, nos abandonarem. O desejo é simplesmente sumir, se esconder, se afastar.

Entretanto, Deus é conhecedor de tudo. Eu não sei como Ele faz isso, mas sei que Ele governa e conhece tudo no Universo e ainda assim pode entender, individualmente nossos anseios e angustias. Se eu pudesse explicar isto, eu seria Deus, mas justamente pelo fato de ser algo magnífico e inexplicável é que Ele é Único, Senhor soberano sobre absolutamente tudo, inclusive o inexplicável.

O interessante é que quando Elias achava que estava sozinho, Deus estava olhando pra ele, ouvindo sua voz e o protegendo. Deus tinha planos traçados para ele e nada poderia impedir que se cumprissem. Elias disse ao Senhor: “na verdade Deus, todos te deixaram e me deixaram também e eu fiquei sozinho, desamparado e abandonado, porque continuei crendo em ti”. Imediatamente Deus disse e ele que ainda existiam sete mil que não haviam se afastado da fé, da crença e persistiam em continuar crendo nas promessas do verdadeiro Deus. Elias saiu dali e com este encontro com a presença de Deus foi fortalecido e no poder de suas atribuições, Deus o usou para ungir dois reis.

O interessante é que enquanto ele achava que estava sozinho havia ainda sete mil na mesma fé, ainda que ele não soubesse, Deus os via e os numerava um a um.

Talvez você esteja se sentindo abandonado, só e esquecido ou talvez você se sinta em uma caverna ou apenas com o desejo de entrar em uma. Mas saiba que Deus está te olhando exatamente agora, ouvindo sua voz e traçando seus planos para sua vida. Ainda que você não perceba, existe um exército de pessoas com os mesmos ideais que você, com as mesmas convicções que você, que sabem o que você está passando e te compreenderão. Elas estão misturadas no meio de sua família, de seus amigos e de pessoas que você ainda conhecerá. Portanto, confie em Deus, levante a cabeça, se fortaleça e busque encontrar e esteja pronto para receber as pessoas que Deus enviará a você nos anos seguinte. São elas os “sete mil” que estarão ao seu lado

Ainda que muitos o abandonem, saiba que Deus jamais nos abandonará, mas ele preservará, mesmo que seja uma única pessoa ou sete mil para que você jamais, de fato, esteja só. Sabe por quê? Porque ele te ama. Você está lendo isso por acaso? Ou alguém o fez ler?

Gilberto Horácio

sexta-feira, 19 de março de 2010

Você pode mudar o mundo.

Bispo Roberto Mcalister

Ao ler a história do surgimento da Igreja de Nova Vida podemos ver que ela é inseparavelmente entrelaçada com a história de vida do Bispo Walter Roberto Mcalister. O Bispo Roberto, como era chamado por todos, nasceu no Canadá, mas era no Brasil onde Deus havia separado para que ele cumprisse seu ministério. Veio para realizar uma campanha evangelística apenas, mas quando aqui chegou Deus falou a ele que o Brasil era onde ele deveria pregar o evangelho por toda a sua vida. E assim ele fez. No Rio de Janeiro implantou uma grande obra de evangelização conhecida como CRUZADA DE NOVA VIDA. Iniciou um programa na Rádio Copacabana chamado “A VOZ DE NOVA VIDA” que imediatamente alcançou milhares de pessoas fazendo com que o Bispo Roberto passasse a realizar cultos na ABI (Associação Brasileira de Imprensa) até que a primeira Igreja de Nova Vida surgisse em Bonsucesso e posteriormente a sede fosse organizada em Botafogo. Hoje, há dezenas de dezenas de Igrejas que já alcançaram milhares de pessoas. Nada foi planejado. Tudo foi ação de Deus, ou melhor, dizendo: tudo foi planejado por Deus.

Entretanto, o ponto que me chama muito à atenção nesta história está nas entrelinhas. Está no nome de um pastor chamado Lester Summeral. Foi ele quem convidou o Bispo Roberto a vir ao Brasil realizar a campanha evangelística, na qual houve o despertamento do chamado do Bispo. É interessante perceber o quanto podemos influenciar na vida das pessoas e isso pode causar impactos a toda uma nação.

Jamais o pastor Summeral poderia supor ou imaginar que isto ocorreria no futuro, que através deste convite ao Bispo Roberto para vir ao Brasil, houvesse o desdobramento que ocorreu.

Conheço uma história de um homem que era desprezado na igreja por sua simplicidade e ele tinha muito desejo de falar de Jesus e pregar o evangelho. Ele, por várias vezes foi visto, ainda que sem perceber que era observado, pregando, falando sozinho à beira da estrada para um matagal deserto. Ele fazia isto constantemente.

O extraordinário é que sem que soubesse em um desses dias de pregação para o mato, existia um homem escondido no meio do matagal e que ouviu a mensagem e pode entender que Deus falava diretamente com ele. Este homem se converteu ao evangelho, se tornou um grande pregador e levou centenas e centenas de pessoas a Jesus. Perceba que mesmo indiretamente aquele pregador que pregava para o mato, sem que viesse a subir em uma plataforma para falar a multidões, acabou por influenciar na vida de milhares de pessoas. E isso foi exatamente o que ocorreu com o pastor Summeral. Ele foi, é, e, sempre será citado por todos os anos futuros na história da Igreja de Nova Vida, pois foi bênção para o Bispo Roberto e para todos aqueles que foram e serão alcançados através da Igreja de Nova Vida.

Isto nos faz despertar para o quanto temos que estar na dispensação da graça do Espírito Santo para que possamos abençoar as pessoas. Entender que não precisamos estar no púlpito, desde que sustentemos aqueles que lá estão, pois aqueles que eles alcançarem, serão alcançados por nós também.

Hoje, já falecido, o Bispo Roberto descansa no Senhor, mas o impacto e a influência de sua vida, no Brasil, permanecerão para sempre.

Lembre-se: você pode mudar milhares de pessoas, mesmo que seja através de alguém que você ajude a enviar. Esse é o poder da bênção, então, abençoe sempre.

Gilberto Horácio


domingo, 14 de março de 2010

Você pode ficar novinho. Acredita?

Certa vez, Deus mandou o profeta Jeremias descer à casa do oleiro onde queria lhe mostrar e lhe falar algo. Quando lá chegou Jeremias viu o oleiro trabalhando sobre as rodas, fabricando um vaso de barro. O fato é que o vaso se quebrou na mão do oleiro e ele fez outro conforme idealizou em sua mente, usando o mesmo barro. Na sequencia Deus disse a Jeremias: eu não poderia fazer com vocês a mesma coisa? (Jeremias capítulo 18)

O deslumbrante nesta história é perceber que o oleiro, ao ver que o vaso havia se quebrado, não consertou com remendo aquele vaso, tampouco o descartou jogando-o no lixo, iniciando outro vaso com outro material; Ele fez outro vaso novo, conforme quis.

Deus transferiu a todos nós esta mensagem porque queria que soubéssemos que Ele tem a capacidade, a autoridade, o controle de nos fazer de novo. Isso mesmo, nos fazer novamente.

Pode parecer loucura, mas não é. Somos transformados a cada dia. Mas essa transformação não é feita com remendos, Deus simplesmente nos faz de novo. Ele não nos descartará, muito menos nos jogará no lixo, antes Ele nos fará novamente; sempre.

Isso pareceu loucura a Nicodêmos (João capítulo 3) quando foi procurar Jesus, bem discretamente, à noite para que ninguém visse, visto ser um homem importante (exatamente como muita gente ainda hoje faz), e ao se aproximar de Jesus ouviu que um homem não pode entrar no Reino de Deus se não nascer de novo. Como pode um homem sendo velho nascer de novo? Jesus lhe disse que se alguém não nascer da água e do Espírito não pode ver o Reino dos Céus. Jesus falava exatamente desta capacidade do Grande Oleiro de nossas vidas, que tem esse poder de nos fazer novamente uma nova criatura.

Não importa o que você tenha feito na vida, não importa o que eu tenha feito na vida, Deus nos faz novamente. Esqueçamos o passado. A graça de Deus é I N F I N I T A e seu amor e sua misericórdia S E M F I M. Quem compreenderá?

Desça agora à casa do Oleiro e diga a Ele que você quer ser de novo, NOVO. Escolha agora mudar de vida. Seu último cigarro você já fumou, pare agora. Sua última embriaguês já acabou. Você pode parar agora. Sua última dose já foi aplicada ou inalada, você pode ser liberto agora. Deixo você provar se isso é verdade ou mentira. Faça prova, desafie ao Grande Oleiro que é o meu Senhor Jesus e você vai ver Ele se manifestar a você. Ele já fez isso com milhares, não poderia fazer isso também com você?

Encontrei este Oleiro trabalhando, em uma noite fria de 1995 e Ele me fez de novo na Igreja Batista Vila Leopoldina. Hoje, o tenho encontrado a todo o instante e principalmente o vejo trabalhando na Igreja Nova Vida de Caxias, mas se você invocá-lo agora, Ele vai te ouvir.

Gilberto Horacio

domingo, 7 de março de 2010

É preciso acrescentar vida a nossos anos e não anos a nossa vida.

Hoje, ouvi há vários metros de distância alguém que conversava ao telefone dizer: “é preciso acrescentar vida a nossos anos e não anos a nossa vida”. Essa frase foi tão significativa para o momento que, chego a afirmar que, ela por si, supera um livro inteiro, em significado.

Lembrei-me imediatamente da passagem bíblica de Isaías capítulo 38 que narra a história do rei Ezequias que, recebeu um acréscimo de quinze anos de vida, quando já estava para morrer, pelo fato de ter clamado a Deus, e por Ele , ter sido atendido.

Ezequias havia adoecido e recebeu uma palavra do profeta Isaías para que colocasse sua casa em ordem, por que em pouco tempo morreria. Ezequias, não aceitou a palavra de morte, a palavra do fim, a palavra da sentença. Ele virou seu rosto para a parede e clamou a Deus com grande choro e Deus ouviu a sua oração. O profeta Isaías retornou a Ezequias trazendo a palavra de Deus, a qual dizia que não mais morreria porque Deus havia ouvido sua oração e visto suas lágrimas.

Fico pensando nestes próximos quinze anos de vida de Ezequias; certamente ele os contou segundo a segundo, aplicando ao seu coração o quanto deveria viver de forma intensa, seus anos de vida acrescentados. Fico pensando como foi maravilhoso para ele, mas também como, talvez, possa ter sido angustiante saber quando já se aproximava o fim.

Penso na importância que temos que dar ao fato de, talvez, estarmos vivendo também nossos “quinze anos” (ainda que não saibamos). E percebo que ter a vida acrescentada nem sempre trará a ganho que se possa esperar. Sempre se estará pensando que o fim se aproxima. Na realidade alguns só possuem mais dez anos de vida, outros, cinco anos, outros vinte, mas o fato é que também caminhamos para o fim desta jornada e o céu nos aguarda.

Desta maneira, acredito que se acrescentarmos vida, muita vida manifestada através de comunhão, fé, esperança, paz, alegria em nossos anos, não precisaremos de mais anos em nossa vida. Afinal, a eternidade será a glória que em nós será revelada, pois nela não existirá expectação de morte, pois a morte não mais existirá e viveremos para sempre ao lado D’aquele que nos amou e se entregou por nós na cruz do calvário, em Jerusalém, o Senhor Jesus, aquele que vive e por isso tem autoridade para acrescentar vida a cada ano vivido nesta terra.

Se você precisar, ore e Deus ouvirá sua voz; se você chorar, saiba que Deus verá suas lágrimas, e tenha certeza que Deus não garante a você apenas mais quinze anos de vida, mas uma vida eterna, de plenitude da Sua presença. Se existimos hoje, existiremos para sempre, e para sempre ao lado de Cristo Jesus. Portanto, ainda que possamos estar vivendo por aqui mais “quinze anos” e termos que para isto atentar, a vida já foi acrescentada aos nossos eternos anos, por meio da morte e ressurreição Jesus.

Paz.

Gilberto Horácio

segunda-feira, 1 de março de 2010

Você tem a orelha furada?


Os judeus viveram, por muitos anos, sob forte escravidão no Egito. Isso lhes fez entender o que significa ser um escravo. O escravo não vive para si, mas unicamente para servir ao seu senhor. No Egito o jugo era muito grande e a servidão era para sempre.

Quando os filhos de Israel obtiveram a libertação, através da mão forte de Deus, e passaram a ser senhores e possuírem escravos, seguiram firmemente a orientação da lei sobre a escravidão de pessoas.

Os servos dos judeus serviam por 6 anos aos seus donos e no sétimo ano eram libertos, estavam autorizados, pela lei, a irem embora, da casa de seus senhores, para onde quisessem. Entretanto, como os israelitas tinham grande respeito por seus servos, de certa forma, os tratavam bem, de tal forma que quando chegava o fim dos 6 anos, muitos deles estavam tão apegados à vida e à família de seus senhores, que não desejavam partir; simplesmente abriam mão da liberdade para continuarem servindo a seus senhores.

Nestes casos, a lei orientava que estes escravos deveriam ter a orelha furada e assim, perante o juiz e a lei, estes escravos passariam a servir a seus senhores para sempre.
“Então seu senhor o levará aos juízes, e o fará chegar à porta, ou ao umbral da porta, e seu senhor lhe furará a orelha com uma sovela; e ele o servirá para sempre”. Êxodo 21:6

Todas as pessoas que servem a Deus, de alguma maneira, em uma igreja, em um campo missionário ou em um trabalho humanitário qualquer, servem e exercem cotidianamente suas funções de forma voluntária. Todos estes servos estão na presença do Senhor Deus com a possibilidade de partirem a qualquer momento, mas na essência, sabem que não poderão viver longe do Senhor, pelo fato da vida está intimamente apegada ao Senhor da vida.

É extraordinário pensar que se escravos achavam abrigo e conforto em pessoas humanas para furarem a orelha e desejarem servir seus senhores para sempre, infinitamente maior e incompreensível é a devoção e o apreço daquele que já provou o amor e o cuidado do Senhor de sua vida, o Senhor Jesus.

Lembro-me do fato de que, em certa ocasião, quando Jesus falava aos discípulos de si mesmo, muitos deles voltaram atrás e desistiram de segui-lo. Entretanto, ao serem os doze restantes interrogados por Jesus se também não desejavam partir, Simão Pedro lhe respondeu uma das mais lindas expressões da bíblia; ele disse: “Senhor, para onde iremos nós? Tu tens as palavras de vida eterna”.

Essa é a pergunta que todos aqueles que amam e servem ao Senhor fazem em todos os momentos que surgem as propostas do mundo de fazer-nos desistir do servir a Cristo: “Para onde irei eu, se só o meu Senhor tem as palavras de vida eterna?” João 6:68.

Um dia eu percebi que poderia partir e viver sem as obrigações e restrições impostas a quem escolhe viver e servir a Cristo. Entretanto, decidi, escolhi, optei em furar a orelha e servir ao meu Senhor para todo sempre. Por quê? Porque Ele é bom, e sua misericórdia é eterna. Porque me ensinou que posso ser seu filho por adoção e receber como herança a vida eterna.

Então… Para onde iria eu?

“Sacrifício e oferta nãos quiseste; as minhas orelhas furaste”. Salmo 40:6


Gilberto Horácio