SOU EVANGÉLICO, SOU FELIZ, UMA ANÁLISE DAS PRINCIPAIS QUESTÕES DA VIDA EVANGÉLICA

Por apenas: R$ 19,99 com FRETE GRÁTIS PARA TODO O BRASIL

UM LIVRO PARA ABENÇOAR A SUA VIDA.

Veja alguns capítulos que você vai encontrar neste livro.
– Ser evangélico
- Posso ser evangélico sem frequentar a igreja?
– Qual é a roupa de um evangélico?
– Como se comportar no culto evangélico
– O perigo dos cargos
– Como entender os desentendimentos dentro da igreja?
– Seu relacionamento com os demais membros
– Quanto, em dinheiro, entregarei na igreja?
– Quando o sofrimento bate à porta de um evangélico
– Entendendo por que nem todos são curados
– Evangélicos divorciados
– Ouvindo músicas não evangélicas
– Bebida alcoólica no copo de um crente?
– Nem todos falam línguas estranhas?!
– Evangélicos certos de vidas erradas
– Igreja pequena ou igreja grande?
– Excluindo membros - um mal necessário?
– Amigos e relacionamentos apenas com evangélicos?
– O que nos une é maior do que o que nos separa
– O evangélico e a morte – O que importa é ser salvo, ser você e ser feliz dentre outros capítulos.
Comprando este livro você estará abençoando e sendo abençoado. Há algo especial de Deus nele para você.
Um livro que fala de fé e de esperança.

Peça já o seu exemplar!

À VENDA NOS SEGUINTES LOCAIS:


* LIVRARIA DA IGREJA DE NOVA VIDA DE DUQUE DE CAXIAS.
Av. Presidente Tancredo Neves, 687 – Vila Itamaraty(Itatiaia) – D. de Caxias Tel./fax: (21) 3658-3200 E-mail: igreja@novavidacaxias.com.br


* Livrarias Celebrai do Shopping Center de Caxias. Rua Mariano Sendra dos Santos, SN - Duque de Caxias - RJ Quadra 4 - Loja 10 | Cel.: (21) 9346-7347 - Tel.:(21) 2671-6073

* LIVRARIA ITATIAIA NO UNIGRANRIO SHOPPING CAXIAS.
Rua Prof. José de Souza Herdy 1216. 25 de Agosto - Duque de Caxias. Tel. (21) 2671-2808


* EDITORA CONSELHO. Av. Eunice Gondin, 160, sala 206, Recreio dos Bandeirantes, RJ Tel. 3326-3844


COMPRE AGORA E RECEBA O LIVRO EM SUA CASA COM A SEGURANÇA DO pagseguro

Por apenas: R$ 19,99

Frete GRÁTIS para todo o Brasil

Através do pagSeguro você compra parcelado através dos principais cartões de crédito.
Compre também por telefone:(21) 99697-4191 e peça seu exemplar. Você vai recebê-lo na comodidade da sua casa, com total segurança e a credibilidade dos correios. Você pode comprar também por depósito bancário: Deposite o valor de R$ 19,99 na seguinte conta: Banco Santander: Agência: 4618 Conta Corrente: 01001027-8 Envie-nos e-mail constando a a data e a hora o depósito, seguido de seu endereço completo, com CEP e telefone para contato.

Você receberá em sua casa o livro SOU EVANGÉLICO, SOU FELIZ. Uma análise das principais questões da vida evangélica.

Você vai entender muito do que acorre dentro de uma igreja evangélica no Brasil. Vai ter a fé despertada, o amor a Cristo, à igreja e a você mesmo racionalizados e fortalecidos de forma simples mas, direta.

Não perca mais tempo! Investir em conhecimento é investir em você. Peça agora e seja muito abençoado pelo que vai ler e aprender.
UM LIVRO QUE TRATA DE FORMA PRÁTICA QUESTÕES VIVIDAS DENTRO DA IGREJA EVANGÉLICA.

segunda-feira, 30 de março de 2009

Pense antes de comer.

Tem sido assustadora a realidade mundial onde as pessoas vivem a cada dia mais à base de remédios. Todas as espécies possíveis de medicamentos fazem parte do cotidiano de milhões de pessoas em todo o mundo. Há uma farmácia a cada esquina. Remédios são vendidos pela internet, por telefone, e até pelo celular. Tudo é facilitado pois o lucro das empresas detentoras dos direitos de produção e comercialização dos medicamentos é incalculável. Muito se fala e se conjectura no aspecto da possibilidade de já existir a cura para determinadas doenças e que são omitidas para que não freie o monumental lucro da indústria farmacêutica, principalmente os controlados de uso contínuo.

É bem verdade que a medicina e as pesquisas avançaram muitos nas últimas décadas e que os medicamentos são uma verdadeira revolução no combate a doenças que antes levavam milhares de pessoas à morte. Mas é que vemos em todo o mundo é uma verdadeira banalização do uso de medicamentos.

Tenho observado e procurado estudar sobre uma outra tendência em todo o mundo que é a alimentação saudável, uma alimentação mais pensada e estudada. Há inúmeros livros sobre o tema, que mostram que somos o que de fato comemos, e que mostram os alimentos saudáveis como uma fonte inesgotável de vida e saúde.

Ora, se os medicamentos são extraídos da natureza, e industrializados, porque não assumir uma postura de permitir que meu organismo extraia diariamente, lentamente e programaticamente esta essência de vida que existe nos alimentos. Vitaminas, proteínas, carboidratos, ferro, sódio, cálcio, tudo ao alcance de todos a preços infinitamente menor do que os remédios industrializados.

Os remédios são extremamente importantes para um corpo que busca a saúde e a cura, entretanto uma alimentação saudável, baseada em frutas, legumes, cereais integrais, etc é a verdadeira base para uma vida sem doenças e saudável. Remédios com uma alimentação fraca e deficiente não terão êxito algum.

Para que se chegue a uma rotina de alimentar-se de forma saudável e fortalecer seu corpo dia após para evitar doenças ou combate-las é preciso consultar um nutricionista ou fazer suas próprias pesquisas em livros, revistas e internet. Mas o importante é que você possa tomar a decisão, hoje, de entender que são os alimentos saudáveis a base para uma vida verdadeiramente livre de doenças.

De alguns anos para cá tenho investido e apostado nisto, incluindo por exemplo em minha alimentação diária, a soja, importante fonte de proteína, a qual raramente entrava em minha alimentação. A soja comercializada em diferentes formas, como em extrato, descascada, em grãos não está presente na maioria das mesas dos brasileiros. Através de nossos olhares focando neste compromisso de tentarmos investir em saúde através do que comemos e não apenas através de remédios é a certeza de uma vida mais saudável e feliz. Afinal é verdadeiro o ditado: é melhor prevenir do que remediar.

Gilberto Horácio

terça-feira, 24 de março de 2009

Hora do Planeta - No dia 28 de MARÇO, às 20h30min - APAGUE suas LUZES



Hora do Planeta - No dia 28 de MARÇO, às 20h30min - APAGUE suas LUZES por 1 HORA. Demonstre sua preocupação com o aquecimento global!

O Brasil participa pela primeira vez da Hora do Planeta, movimento conhecido internacionalmente como Earth Hour que combate o aquecimento global. um ato simbólico, que será realizado dia 28 de março, às 20h30, no qual governos, empresas e a população de todo o mundo são convidados a apagar as luzes para demonstrar sua preocupação com o aquecimento global.
O gesto simples de apagar as luzes por sessenta minutos, possível em todos os lugares do planeta, tem como objetivo chamar para uma reflexão sobre a ameaça das mudanças climáticas.

Realizado pela primeira vez em 2007, a Hora do Planeta contou com 2,2 milhões de pessoas em Sdiney, na Austrália e, em 2008, foram mais de 50 milhões de participantes de 400 cidades em 35 países. A ideia é apagar as luzes de monumentos de grandes capitais do mundo, num ato simbólico para sensibilizar a população e pressionar os governos.

Neste ano, a Hora do Planeta será realizada no dia 28 de março, das 20h30 às 21h30, e pretende contar com a adesão de mais de mil cidades e de um bilhão de pessoas em todo o mundo. Além do Rio de Janeiro foi anunciada hoje a participação de outras cidades mundiais, como Atenas, Buenos Aires, Edimburgo e Nova Iorque. Até o momento, mais de 170 cidades de 62 países já confirmaram sua adesão.

sábado, 21 de março de 2009

22 de março. Dia Mundial da Água

Amanhã, dia 22 de março é o Dia Mundial da Água. Como alguém que se apaixona a cada dia mais e mais pelo meio ambiente eu não poderia deixar de escrever algo sobre aquela que é a essência e a seiva de toda a forma de vida no planeta: a água. No dia 22 de março de 1992 a ONU (Organização das Nações Unidas) instituiu o Dia Mundial da água e criou a Declaração Universal dos Direitos da Água. Desta forma todos os anos nesta data o mundo se volta e intensifica as discussões e os debates em relação a esse bem natural e insubstituível que á a água.

Embora dois terços do planeta Terra sejam cobertos por água, menos de 1% desta água é potável. Com o aumento da população mundial e consecutivamente o aumento da poluição da água potável constante em rios, lagos e fontes aliado às mudanças climáticas ocorridas nas últimas décadas provocadas pelo efeito estufa, o risco de que a água se esgote é iminente.

Por isso a Declaração Universal dos Direitos da Água fala por si só, e eu a copiarei de forma integral abaixo para que possamos espalhar este debate e a reflexão entre nossos amigos e parentes, não apenas neste dia 22 de março mas em todos os dias do ano. Que o compromisso de preservar a água, racionalizando o seu uso e preservar suas fontes de obtenção seja um compromisso de todos, pois disso depende a continuidade de qualquer espécie de vida conhecida no planeta. Sim a água não é uma herança de nossos antepassados mas é um bem que devemos repassar aos nossos sucessores que habitarão no planeta nos próximos séculos.

Que possamos refletir, dividir e racionalizar aquela que é a essencial às nossas vidas e à vida de bilhões de seres em todo o mundo: essa extraordinária maravilha da vida que é a água.

Declaração Universal dos Direitos da Água

Art. 1º - A água faz parte do patrimônio do planeta.Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos.

Art. 2º - A água é a seiva do nosso planeta.Ela é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é estipulado do Art. 3 º da Declaração dos Direitos do Homem.

Art. 3º - Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimônia.

Art. 4º - O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.

Art. 5º - A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.

Art. 6º - A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.

Art. 7º - A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis.

Art. 8º - A utilização da água implica no respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.

Art. 9º - A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.

Art. 10º - O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.

Gilberto Horácio

domingo, 1 de março de 2009

Crianças Desaparecidas.

Passando pela Rodovia Presidente Dutra, recentemente, ao pagar o pedágio, recebi o meu ticket comprovante de pagamento. Nele estava estampada, no verso, a foto de uma criança; uma criança desaparecida no dia 06/03/2008. Ao terminar a leitura do ticket é que percebi que a Nova Dutra, a concessionária que administra a rodovia, estampa em todos os tickets entregues aos motoristas, no verso, fotos de crianças desaparecidas, com nome completo, data de nascimento, data de desaparecimento e cidade onde desaparecera. Nos dois tickets que recebi, de ida e de volta estavam informações de crianças de São Paulo: Camila Coroni de 9 anos, desaparecida no dia 06 de março de 2008 e Albert de Souza de Deus Godinho, de 12 anos, desaparecido em 02 de junho de 2003.

Esta iniciativa mostra uma ação independente da empresa no apoio às autoridades na tentativa de localização destas crianças desaparecidas. O que mostra que cada um de nós deve fazer sua parte para tentarmos amenizar o sofrimento de pessoas que passam pela dor de um parente desaparecido. Como a rodovia liga as duas mais importantes regiões metropolitanas do país, Rio de Janeiro e São Paulo, a distribuição destas fotos aos motoristas é uma idéia fantástica e que é uma importante ferramenta na tentativa de localizar estas crianças.

O ticket menciona a Associação Brasileira de Busca e Defesa a Crianças Desaparecidas (ABCD), divulgando seu telefone para a passagem de informações e pistas que levem à crianças desaparecidas. Fazendo uma pesquisa, à parte, cheguei ao site da ABCD que possui o seguinte endereço: http://www.maesdase.org.br. Descobri que outras empresas também participam de alguma forma ajudando à ABCD e lá outras empresas também podem se ajuntar para que com algum projeto ajude na missão de encontrar o paradeiro destas crianças desaparecidas.

Como pessoas comuns, talvez não possamos fazer muito, mas devemos estar atentos ao nosso redor em situações estranhas que possam nos fazer perceber no meio da multidão que uma criança pode estar sendo conduzida por estranhos e de forma suspeita e jamais nos omitirmos. E na dúvida, buscar auxílio da policia, mesmo que de forma anônima.

Como pessoas jurídicas, como empresas, a responsabilidade de auxiliar na localização destas crianças é de suma importância, como faz a Nova Dutra. Para criar um projeto para auxilio na busca de crianças ligue para a ABCD. O telefone é (11) 3337-3331.

Termino deixando algumas palavras que retirei do site da ABDC: “Nossa força vem da esperança em que essas pessoas possam ser reencontradas, dando a essas histórias o fim que todos desejam.”

Que possamos denunciar todo e qualquer crime, principalmente contra crianças e jamais nos omitirmos diante de atos de violência.

Gilberto Horácio